Portal do Governo Brasileiro

Uma particularidade existente no município de Soledade (PB) é a organização dos agricultores e produtores rurais em 23 Associações. Esta característica permitirá que mais de 500 famílias sejam beneficiados pelo projeto.  

 

O Instituto Nacional do Semiárido (Insa), Unidade de Pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) realiza na manhã deste sábado, dia 15 de março, no município de Soledade (PB), Dia de Campo com distribuição de raquetes da palma forrageira resistentes à praga da Cochonilha-do-Carmim. 

 

Serão distribuídas mais de 78 mil raquetes oriundas do campo experimental de pesquisa localizado naquele município. Na ocasião também serão distribuídas mais de 34 mil raquetes colhidas em um projeto implantado pela Secretaria de Agricultura do Município, antes da implantação do projeto do Insa.

 

Este é o segundo Dia de Campo realizado em 2014. O Insa possui 26 Campos de Pesquisa  e Multiplicação de palma instalados nas diversas regiões da Paraíba. Ao longo deste ano serão colhidas cerca de 2 milhões e 600 mil raquetes de palma, beneficiando diretamente mais de 5 mil pequenos agricultores. As raquetes serão distribuídas para agricultores e produtores cadastrados pelos Gabinetes Municipais da Palma Forrageira. 

 

Uma particularidade existente no município de Soledade (PB) é a organização dos agricultores e produtores rurais em 23 Associações. Esta característica permitirá que mais de 500 famílias sejam beneficiados pelo projeto. Serão distribuídas raquetes das três variedades de palma resistente, duas do gênero Nopalea (Palma doce ou miúda e Palma IPA Sertânea ou Baiana – Nopalea cochenillifera Salm-Dick) e uma do gênero Opuntia (Palma Orelha de Elefante Mexicana — Opuntia tuna (L.) Mill). 

 

De acordo com o presidente da Associação dos Produtores de Leite de Soledade, Januário Marinho de Melo, o projeto do Insa é mais um instrumento de fundamental importância que veio fortalecer um trabalho que já vinha sendo feito no município que é valorizar a comunidade e as organizações locais. “Posso afirmar sem medo de errar que um público de mais de 500 famílias sejam atendidas, alcançando o pequeno agricultor que está na ponta e que é o objetivo do projeto”, ressalta. 

 

No município as raquetes de palma resistente serão distribuídas por meio destas organizações. “O que digo aos produtores é que plantem e cuidem com carinho as palmas recebidas, pois houve todo um empenho, em compromisso do Insa e de todos os envolvidos”, completa o presidente da Associação. 

 

Projeto de Revitalização 

 

A ação faz parte do Projeto de Revitalização da Cultura da Palma Forrageira com variedades resistentes à Cochonilha-do-Carmim e dará continuidade ao ciclo de distribuição nos 26 campos de pesquisa/multiplicação da palma forrageira instalados em diferentes municípios do Semiárido paraibano. Como ocorreu em Caturité (PB), em todos os Dias de Campo técnicos e/ou pesquisadores do Insa orientam os produtores rurais sobre como plantar e manejar essas variedades resistentes. 

 

Texto: Catarina Buriti (Ascom do Insa)