Portal do Governo Brasileiro

Equipe de alunos em ação de popularização da ciência Equipe de alunos em ação de popularização da ciência

A proposta é debater no Programa temas de relevância social com crianças e adolescentes de escolas públicas, na busca de articular ações de pesquisa científica, formação, educação e cultura no Semiárido brasileiro. 

 

Pesquisadores do Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTI), preocupados em compartilhar conhecimentos sobre temas de relevância social relacionados à pesquisa científica, formação, educação e cultura no Semiárido brasileiro, iniciarão atividades voltadas para público infanto-juvenil no interior da programação do Semiárido em Foco. 

 

A proposta é envolver crianças e jovens, especialmente oriundas de escolas públicas, na construção de uma agenda científica que incorpore dimensões sociais, econômicas, políticas, culturais e ambientais sobre a região semiárida brasileira. O objetivo é fortalecer neste público o senso crítico acerca de questões relevantes que possibilitem uma formação cidadã e atitude construtiva em convivência sustentável com a região.

 

Na visão destes pesquisadores, a formação é entendida como um processo contínuo de aprendizagem, capaz de ampliar os conhecimentos e melhorar o pensar sobre e agir no Semiárido brasileiro; esta ação também fortalece as práticas de difusão e o compartilhamento de saberes, em articulação com os protagonistas da própria região e contextualizado com o ambiente social, escolar e universitário.

 

Oficina com estudantes 

 

A primeira atividade a ser realizada será na próxima sexta-feira, dia 4, às 14h, na sede do Insa, onde será realizada Oficina com objetivo de promover reflexão a partir de uma visão humana e realista sobre relações de gênero no Semiárido; trabalho e vida no campo; importância dos estudos para o desenvolvimento humano e social. Aprender, estudar e instruir-se como elemento fundamental para a transformação da realidade e a melhoria da vida das pessoas.

 

A Oficina será encerrada com a construção e exposição da agenda de temas a serem trabalhados com o público no Semiárido em Foco.

 

De acordo com o diretor do Insa, Ignacio Hernán Salcedo, a ação está em consonância com a Visão de Futuro do Instituto, qual seja, tornar-se referência até 2030, por meio de ações de articulação e de execução participativa de estudos e pesquisas relevantes para a construção de um Semiárido social, econômico e ambientalmente sustentável. “Considerando este espaço de tempo, os estudantes que hoje têm 9 anos de idade, terão 25, e os que têm 15, terão 31. Esta é a razão pela qual pesquisadores do Instituto decidiram integrar estes cidadãos em atividades formativas relacionadas à pesquisa científica contextualizada com sua faixa etária e suas condições sociais. Uma vez ao mês, crianças e adolescentes atuarão como protagonistas da programação do Semiárido em Foco.

 

Para saber mais sobre o Programa Semiárido em Foco, acesse: www.insa.gov.br/semiaridoemfoco

 

Texto: Catarina Buriti (Ascom do Insa)