Portal do Governo Brasileiro

Pesquisadores do Insa e da Univasf em frente ao Viveiro de Espera  Pesquisadores do Insa e da Univasf em frente ao Viveiro de Espera

Foram recebidas espécies nativas do Semiárido que irão ampliar a coleção do projeto do Insa voltada à conservação e uso sustentável de cactáceas da região 

 

Representantes do Núcleo de Biodiversidade do Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTI) articularam com o professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Renato Garcia Rodrigues, uma visita nos dias 31/03 e 01/04 para conhecer os Viveiros de Espera,  localizados na cidade de Salgueiro (PE).   Naqueles locais  são guardadas e catalogadas todas as plantas resgatadas das obras  do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF).  Os ambientes  foram criados para manterem os espécimes recolhidas em bom estado de conservação até que sejam replantados.

 

Rodrigues é coordenador técnico do Programa de Conservação de Fauna e Flora (PCFF) do PISF, subprograma FLORA, e do Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental (NEMA) da Univasf.

 

O Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental (Nema) da Univasf é responsável pelo monitoramento das alterações da cobertura e diversidade vegetal ocasionadas pelo PISF, gerido pelo Ministério da Integração Nacional. O programa realiza o resgate de plantas vivas nas áreas que serão desmatadas, priorizando espécies ameaçadas ou endêmicas da Caatinga. As plantas são resgatadas e reproduzidas em viveiros e depois usadas na recuperação de áreas degradadas em processos de reflorestamento.

 

Durante a visita a pesquisadora Vanessa Nóbrega e a técnica agrícola Valéria da Silva Araújo, receberam do PCFF várias espécies de cactáceas nativas do Semiárido, que integrarão a coleção do Instituto. Entre as espécies doadas pela Univasf, várias foram coletadas em conjunto pelos pesquisadores da duas instituições durante a visita. Entre as espécies doadas há exemplares de Arrojadoa rhodantha, Facheiroa squamosa, Harrisia adscendens, Melocactus zehntneri, Pilosocereus pachycladus, Tacinga inamoena, Tacinga palmadora, importantes representantes da flora do Semiárido brasileiro.

 

A parceria com a Univasf contribui com o projeto de Conservação e uso sustentável de cactáceas da região semiárida brasileira do Insa, que visa contribuir para a conservação efetiva, o uso sustentável e a redução do risco de extinção de cactáceas do Semiárido brasileiro, assim como ampliar o conhecimento sobre cactáceas ameaçadas de singular importância cultural e ecológica para a região.

 

Texto : Rodeildo Clemente (Ascom do Insa)