Portal do Governo Brasileiro

Webinar Raças Nativas/Insa SEAFDSWebinar Raças Nativas/Insa SEAFDS

 

Uma reunião por videoconferência que ocorreu na tarde de ontem, terça-feira (30), entre o Secretário, Luiz Couto e instituições que pesquisam sobre as raças nativas, discutiram a formatação de uma proposta de um projeto piloto que viabiliza a preservação e valorização desses animais.

 

Com o objetivo de envolver instituições num projeto de preservação das raças nativas, na Paraíba, pesquisadores e representantes do INSA (Instituto Nacional do Semiárido) e da Asa-PB, apresentaram ao Secretário de Estado da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido, Luiz Couto, uma proposta elaborada pelo Grupo de Trabalho "Criação Animal" que busca recursos financeiros para viabilizar o projeto de preservação dessas raças. As raças naturalizadas no nordeste e presente em nosso estado, traz características de rusticidade e resistência, são peculiares a esses animais.

 

Neste sentido, o Secretário, está empenhado em trabalhar junto aos pesquisadores e técnicos da SEAFDS, para buscar recursos que possam fortalecer a execução do projeto piloto que vai beneficiar as raças nativas na Paraíba.

 

"Nós vamos buscar meios para que esses animais sejam preservados e só através de projetos como esse aqui apresentado, com base na pesquisa em que mostra o quão importante é, viabilizar a preservação desses animais que faz parte da nossa cultura nordestina, estão aqui, desde o Brasil colônia. Vamos tentar junto aos órgãos do governo do Estado e também por emendas parlamentar para dar condições desse projeto ser executado. Todos saem ganhando, pois estamos preservando os animais tipicamente nosso", Falou o Secretário.

 

Participarão da reunião, além do secretário, pesquisadores da do INSA, representantes da equipe de técnicos da SEAFDS, chefe de gabinete e os idealizadores do Projeto Piloto.

 

As instituições representadas na reunião participam da elaboração do projeto piloto que terá atuação nós territórios do Casaco, Coletivo e Polo da Borborema.

 

Orçado em R$ 354 mil, o projeto vai recuperar e manter parte do rebanho, uma vez que, segundo os pesquisadores para contemplar todas as raças o projeto teria que ser bem maior. Mas, em princípio, será uma proposta de um projeto piloto com perspectiva de um próximo com maior abrangência.

 
Texto e foto: Ascom da SEAFDS


NOTÍCIAS RELACIONADAS


BOLETIM
INFORMATIVO

VÍDEOS

INSA NA
MÍDIA

EDITAIS

EVENTOS