Portal do Governo Brasileiro

Estrutura do Viveiro Experimental de Essências Florestais de Uso Múltiplo do SemiáridoEstrutura do Viveiro Experimental de Essências Florestais de Uso Múltiplo do Semiárido

 

Sob a coordenação do Núcleo de Desertificação e Agroecologia, o Viveiro Experimental do Instituto Nacional do Semiárido (INSA) tem há muitos anos auxiliado no desenvolvimento de pesquisas científicas voltadas à sustentabilidade do Semiárido brasileiro, e agora  encontra-se aberto para engendrar novos projetos com parceiros institucionais que queiram compartilhar em rede umas das melhores estruturas de Viveiros Experimentais para plantas nativas e adaptadas do Semiárido. Os interessados em tornarem-se parceiros do Insa neste campo do saber científico e experimentação laboratorial devem entrar em contato com o pesquisador responsável pela área no Insa, Dr. Aldrin M. Perez-Marin.

 

Através da integração e parceria com os demais Núcleos do Instituto, tais pesquisas envolvem estratégias de restauração florestal, combate à desertificação e experimentos de longa duração em áreas como nutrição mineral, fertirrigação, substratos, fisiologia vegetal, botânica, ecologia, fitopatologia e genética.

 

Tamanha importância vem ainda acompanhada de uma crescente demanda externa por mudas de plantas nativas, as quais têm atendido pequenos produtores rurais de toda a região, além de instituições públicas, privadas e não governamentais (ONGs) que  se unem ao INSA no esforço de preservar e promover nossos biomas.

 

Deste modo, e como forma de garantir sua sustentabilidade, o Viveiro Experimental de Essências Florestais de Uso Múltiplo do Semiárido privilegia a atenção a projetos de caráter científico, que devem ser apresentados juntamente com os seguintes modelos de parceria: em caso de entidades públicas, não-governamentais e outras associações civis, utiliza-se o Termo de cooperação do INSA. Em caso de empresas privadas, adota-se o Contrato de prestação de Serviços Técnicos e de Pesquisa junto ao INSA e à Fundação de Desenvolvimento e Pesquisa (FUNDEP). Já para os pesquisadores dos diversos Núcleos do INSA, assim como estudantes de cursos técnicos, graduação e pós-graduação, apenas o projeto científico é suficiente.

 

A todos os interessados, o Núcleo de Desertificação e Agroecologia disponibiliza um modelo de formatação para projetos voltados especificamente ao Viveiro Experimental, assim como os demais documentos requeridos. Para acessá-los basta entrar em contato com o pesquisadores responsável através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou presencialmente, no bloco 2 (sala 8) da sede do INSA. Com isto, espera-se que este rico espaço dedicado ao futuro do Semiárido possa auxiliar toda sociedade de forma sustentável e engrandecedora.

 

Pesquisa realizada no Viveiro Experimental de Essências Florestais de Uso Múltiplo do Semiárido.Pesquisa realizada no Viveiro Experimental de Essências Florestais de Uso Múltiplo do Semiárido.

 

Texto e foto: Núcleo de Desertificação e Agroecologia
Edição: Ascom do Insa

 



NOTÍCIAS RELACIONADAS


BOLETIM
INFORMATIVO

VÍDEOS

INSA NA
MÍDIA

EDITAIS

EVENTOS