Portal do Governo Brasileiro

Alunos da Escola Municipal Antônio Vital do Rego, na apresentação do teatro de fantochesAlunos da Escola Municipal Antônio Vital do Rego, na apresentação do teatro de fantoches

 

 

Com objetivo de conscientizar sobre a preservação, e alertar as pessoas sobre o modo como tratam a terra, além de lembrar a importância dela para a vida, O Instituto Nacional do Semiárido, Unidade do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), organizou no Dia Mundial do Solo, 05 de dezembro, uma ampla programação de atividades com a temática, para 60 alunos do ensino fundamental.
 
A ação, organizada pelo Núcleo de Solos, ocorreu nos turnos da manhã e tarde, na sede do Insa, em Campina Grande (PB). Pela manhã, estiveram presentes aproximadamente 20 alunos da Escola Municipal Adalgisa Amorim (Campina Grande), e à tarde 40 alunos da Escola Municipal Antônio Vital do Rego, do município de Queimadas (PB).
 
Os alunos receberam cartilhas autoexplicativas sobre Gênese, química, física, matéria orgânica e microbiologia do solo, contendo também várias informações e dados sobre erosão. Logo após assistiram o teatro de fantoches, com o tema “O show do Solo”, que apresentou o processo de formação do solo, com a participação de pesquisadores do Núcleo de Solos, Vanessa dos Santos Gomes, Júlia Tavares de Souza, Érika Socorro Alves Graciano Vasconcelos, Rodrigo Santana Macedo, Érica Olandini Lambais e Daiana Caroline Refati do Núcleo de Gestão da Informação. Após esse primeiro momento, os alunos foram divididos em grupos e passaram por uma série de quatro atividades ocorrendo simultaneamente.
 
1º Gênese do solo - apresentada pelo pesquisador Rodrigo Santana Macedo – onde foram mostrados os fatores e processos que formam as rochas e a terra, a partir da apresentação de vulcões em maquetes e monólitos. Em seguida, foi discutida a importante função do solo em reter nutrientes e armazenar água, bem como, o dever da população para preservar esse recurso frente à degradação ambiental causada pelas atividades antrópicas.
 
2º Química e Física do solo, ministrada pelo pesquisador Cristiano dos Santos Sousa. O objetivo da prática foi ressaltar aos alunos a importância da argila na estrutura e a disponibilidade de nutrientes na composição terrestre. Na atividade foi exposta a separação das frações do solo, junto a um teste tátil para diferenciar as frações maiores (areia) das menores (silte+argila). Além disso, foi mostrado aos alunos um teste de acidez com indicadores usados nos laboratórios do Instituto, exemplificando um dos atributos que favorecem a disponibilidade de nutrientes: o pH.
 
   3° Matéria Orgânica, apresentada pela pesquisadora Vanessa dos Santos Gomes, que teve como foco apresentar como a matéria orgânica é transformada no solo. A metodologia utilizada para apresentação do tema para as crianças foi um livro sensorial (feltro), utilizando a técnica de contação de histórias.
  A pesquisadora explicou sobre os organismos e microrganismos responsáveis pela decomposição da matéria orgânica vegetal e animal, a função das minhocas, o ciclo de decomposição da matéria orgânica vegetal, o ciclo do carbono, a formação de agregados no solo e a importância da matéria orgânica nessa formação, além da explanação sobre o ciclo da matéria orgânica e sua incorporação.

 

Atividade sobre matéria orgânica com a pesquisadora Vanessa GomesAtividade sobre matéria orgânica com a pesquisadora Vanessa Gomes

 

4º Microbiologia do solo, ministrado pela pesquisadora Érica Olandini Lambais. Os alunos puderam aprender sobre o papel e a importância dos microrganismos no solo e de quais maneiras pode-se estuda-los. Na ocasião, os visitantes também puderam visualizar as placas com meio de cultura contendo colônias de microrganismos presentes em amostras de solo, e como preparar uma lâmina para visualizá-los no microscópio. 
 

 Atividade sobre microbiologia do solo com a pesquisadora Érica Lambais Atividade sobre microbiologia do solo com a pesquisadora Érica Lambais

 

No final do evento, os alunos aprenderam como produzir geotinta, com a pesquisadora Júlia Tavares de Souza. Também receberam material com a temática para colorir, e puderam levar para casa um kit para a produção da geotinta, juntamente com a cartilha de cactos do Insa.
 

 Texto: Elaine Campelo
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Fotos: Pesquisadores do Insa



NOTÍCIAS RELACIONADAS


BOLETIM
INFORMATIVO

VÍDEOS

INSA NA
MÍDIA

EDITAIS

EVENTOS