Portal do Governo Brasileiro

Como parte da programação das Oficinas de formação, aconteceu na última terça-feira, dia 27, no Assentamento São Domingos em Cubati (PB), a 3ª Oficina sobre Manejo Agroecológico do Solo e Reuso Agrícola, voltada para adultos, jovens e crianças da comunidade.

 

A oficina que uma iniciativa do Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTIC) e Programa de Aplicação de Tecnologias Apropriadas (PATAC), abordou o tema refletindo sobre a compreensão do Solo como ser vivo e o que isto representa nas práticas realizadas pelas famílias agricultoras, que tanto poderão contribuir para conservar ou mesmo destruir o solo.

 

Para realização da atividade, os participantes foram divididos em 03 grupos (mulheres adultas, homens adultos e adolescentes e crianças) onde foram levantadas as percepções e práticas desenvolvidas pelas famílias. Propiciando um momento de reflexão, mas também de indicação do que poderia ser feito pelas famílias agricultoras para conservar o solo fértil.

 

Foram feitas práticas e reflexões sobre a cobertura morta e compostagem, no lote da família agricultora experimentadora Sara Constâncio e Edvan Santos, como exemplos de experiências que contribuem para conservar a umidade e aumentar a matéria orgânica do solo favorecendo a reciclagem dos nutrientes necessários para manter a vida do solo.

 

Diante de um contexto de degradação contínua dos solos na região do Seridó, discutiu-se também o conceito de solo e a importância de sua conservação, bem como o papel que a água de reuso têm no sentido de aportar nutrientes ao solo, para além de ser uma nova fonte de água para aumentar a capacidade das famílias agricultoras em produzir alimentos saudáveis.

 

Ministraram a oficina os pesquisadores Adriana Magalhães, Marilene Melo, Alysson Gomes de Lima e Emanoel Martins do Núcleo de Recursos Hídricos do Insa, além dos técnicos José Afonso Bezerra e Antônio Carlos P. de Mello do PATAC.

 

Pesquisa Participativa

 

O Insa desenvolve pesquisa participativa sobre Sistemas de Tratamento e Reuso agrícola familiar, na microrregião do Seridó paraibano, em parceria com a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e o PATAC, ONG que trabalha com agricultura familiar, convivência com o Semiárido e agroecologia.

 

Participam diretamente desta pesquisa famílias agricultoras em processo de transição agroecológica do município de Cubati (PB), contudo, agricultores de mais 11 municípios vinculados ao Coletivo Regional de Agricultura Familiar do Cariri e Seridó (COLETIVO) vêm acompanhando o processo de formação associado à pesquisa.

 

As Oficinas partem sempre dos saberes e vivencias das agricultoras e agricultores familiares e através do diálogo com os conhecimentos dos pesquisadores/as do Insa e técnicos do PATAC, constroem-se e aprofundam-se novos conhecimentos e possibilidades de inovações.

 

 

 

 

 

Texto: Marilene Melo (Núcleo de Recursos Hídricos)
Edição: Renally Amorim (Ascom do Insa)



NOTÍCIAS RELACIONADAS


BOLETIM
INFORMATIVO

VÍDEOS

INSA NA
MÍDIA

EDITAIS

EVENTOS